Fairy Tail: Vida Oculta
Cadastre e jogue!
É simples o jogo '-'
Fairy Tail: Vida Oculta

Ninguém vai nem ler '-'
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Quer ficar sempre atualizado no que acontece no fórum do rpg fairy tail vida oculta? Acesse já o nosso grupo de Facebook. Lá estará anúncio de missões, modo história e muito mais! ||

Compartilhe | 
 

 [Ficha] Kin Awashima

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Kin Awashima
Admin
avatar

Mensagens : 30
Data de inscrição : 06/01/2015

MensagemAssunto: [Ficha] Kin Awashima   Ter Jan 06, 2015 8:41 am

Perfil
Imagem
Nome: Kin Awashima
Graduação - Rank: Mago Aprendiz - E
Estilo de Magia: Yomu-Fragment
Facção: ...
Idade: 16 (aparência), verdadeira idade: 128(aproximadamente)
Leve (Exp): 0 = 0/30
Vínculos: Sayuri Awashima (mãe), Sadao Awashima (Pai), Ryuuji Awashima (irmão mais velho), Keiji Awashima (2° irmão mais velho), Makarov Dreyar (amigo de infância), Lúcifer (inimigo/salvador), outros...
Biografia: Kin Awashima, um jovem garoto de 16 anos, vivia em Crocus, Capital de Fiore, com seus pais, Sadao e Sayuri Awashima os atuais Reis do continente, e seus irmãos mais velhos Ryuuji e Keiji.  A família Awashima era conhecida por toda a Fiore como detentores de grande poder, seus nomes estavam sempre relacionados à grandes feitos, e sua magia era temida por todo o continente. Infelizmente Kin nasceu com insuficiência cardíaca, uma condição grave, na qual a quantidade de sangue que o coração é capaz de bombear a cada minuto é insuficiente para suprir as necessidades de oxigênio e nutrientes de todo o organismo, por isso desde pequeno Kin é fraco e pálido, e qualquer esforço contínuo que ele fizesse poderia alavancar em um infarto, graças a estas condições Kin nunca conseguiu despertar seu potencial como mago, não aprendendo a magia de sua linhagem e também, pela grande preocupação de seus pais com sua saúde, passando toda sua infância trancafiado em seu castelo, não podendo brincar com outras crianças e nem fazer o que elas faziam, sendo que sua única diversão era quando seus irmãos mais velhos chegavam do treinamento, já que eles acabavam dando um pouco de atenção e brincando com seu irmão caçula. A família Awashima possui um bem muito precioso, que é passado de geração em geração, este bem é a pedra de Suzaku, uma pedra de coloração roxa, semelhante a uma lacrima, porem menor, agora a pedra está sob a proteção dos pais de Kin, que a mantém trancada em um cofre dentro do castelo, sendo vigiado por guardas de extrema confiança.
Porém nem mesmo os mais poderosos guardas puderam a proteger do que aconteceu...
Em um fim de tarde normal em Crocus tudo mudou, do céu, os cidadãos avistaram vários meteoros flamejantes, se aproximando da cidade, que já estava em pânico com a ameaça se aproximando, porém viram que, tudo que está ruim pode piorar, com a queda do primeiro, eles descobriram que aquilo que estava caindo do céu não eram meteoros, mas sim dragões que destruíam Crocus e matavam a população. Os magos e guardas reais não tiveram chance contra estas criaturas, e elas já estavam destruindo as torres do castelo dos Awashima, foi então que a família-real decidiu contra-atacar, os reis e príncipes de Crocus começaram a proteger a cidade, com exceção de Kin, que recebeu uma missão diferente por não conseguir lutar, ele teria de levar a pedra Suzaku em segurança para fora da cidade, e só voltar quando tudo tivesse acabado.
Passando pela cidade Kin vê todo o caos que os dragões estavam causando, casas destruídas, pessoas morrendo, e ele se sente culpado por não conseguir fazer nada além de proteger uma pedra. Kin estava próximo da saída, quando algo o interrompe, cortando seu cavalo ao meio, e com o impacto, o levando para uma pilha de escombros, quando Kin abre os olhos, ele viu o culpado pelo que aconteceu, era o Comandante Lúcifer, um poderoso Comandante, conhecido e temido por todo o continente. Estranhamente, Lúcifer tinha sido dado como morto a alguns meses atrás, mas rumores sobre aparições dele vinham se espalhando.
Kin começa um diálogo com Lúcifer, perguntando para ele o que estava fazendo ali, como ele ainda estava vivo, e o que ele tinha a ver com os dragões, e Lúcifer, lentamente se aproximando de Kin começa a responder, e Kin ao descobrir que Lúcifer veio atrás da pedra de Suzaku, começa a planejar em sua mente, um meio de fugir, e quando Lúcifer se distrai, o garoto aproveita e sai em uma disparada, correndo desesperadamente para a saída, que daria para a floresta. Estava dando certo, e ele já estava bem próximo dos portões quando seu coração falha...Kin respira fundo e tenta aguentar a dor e continuar correndo, ele sente uma forte pontada no peito, e ao expelir uma grande quantidade de sangue, Kin cai no chão, imóvel. Lúcifer ao chegar onde Kin estava, encontra o que ele estava procurando, a pedra de Suzaku, caída no chão, ele se abaixa para pegar, quando é surpreendido pelo jovem que estava aparentemente morto, Kin ligeiramente pega a pedra antes de Lúcifer e chuta o peito do comandante, infelizmente, é falho, uma vez que, a perna de Kin quebra com o impacto, e Lúcifer nem sequer sai do lugar. Kin, que estava coberto por seu próprio sangue, começa a se arrastar para trás ainda em direção à saída, encarando o rosto de Lúcifer com ódio enquanto segurava a pedra de Suzaku com todas as suas forças, Lúcifer se impressionou com a grande determinação do jovem, que estava dando tudo de si para proteger aquela pedra, Kin continua a sentir pontadas em seu coração, cada vez mais fortes, porém ele continuava a se arrastar, levando a pedra consigo, Lúcifer ao perceber isso decide acabar com o sofrimento do jovem, então, ele começa a emanar sua energia mágica, e prepara um de seus ataques mais conhecidos, e parte para assassinar Kin, que inconscientemente coloca suas mãos na frente do ataque, para tentar se proteger, uma das mãos de Kin estava segurando a pedra, e Lúcifer quando percebeu isso tentou parar seu ataque, mas já era tarde, e seu Golpe acerta em cheio a pedra de Suzaku, quebrando-a em vários pedaços, a pedra Suzaku, e uma estranha energia é liberada da, agora quebrada, Pedra, e então, desta energia se forma um portal entre Kin e Lúcifer, os sugando para dentro dele.
Ao passarem pelo portal eles veem apenas a completa escuridão e uma fraca luz roxa vinda do horizonte, e ambos começam a cair, rumo ao nada. Lúcifer sente sua energia se esvaindo rapidamente, ele tenta usar sua magia para voar de volta para o portal, mas não tem mais energia para fazê-lo. Não tendo mais forças para usar sua magia, Lúcifer vê caindo ao seu lado o corajoso garoto que o enfrentou pela honra de sua família, e então o comandante, que estava morrendo, decide retribuir a bravura que Kin demonstrou, dando-lhe suas últimas energias. Lúcifer se aproxima do garoto desacordado, e com sua mão perfura o peito de Kin, enviando suas energias direto para seu coração doente, o curando. As feridas de Kin começam a fechar, e então ele acorda, e vê Lúcifer se desfazendo, o comandante tira sua mão do peito de Kin, e, sem energias, desaparece.
Depois de muito cair, Kin, agora revigorado, finalmente chega ao solo, e vê que ele é completamente escuro e vazio, e também denso, o que acabou amortecendo sua queda. Logo ele sente um pesar em seu corpo inteiro, não conseguindo ficar em pé, Kin cai de joelhos, e logo vê que a gravidade daquele vazio era muito maior que o da terra. Kin, sem forças para se levantar, se mantém naquela posição por muito tempo. Kin naquele tempo percebe que a temperatura daquele local também é diferente, e aleatório, vindo do calor infernal, que suga todas as energias de Kin o fazendo murchar, até um frio congelante, beirando o zero absoluto, que o congela, enrijecendo seus músculos e o paralisando.
Kin não tinha a menor noção de tempo naquele lugar, mas ele acreditava que já tinham se passado anos desde que ele caiu ali, sofrendo com as mudanças bruscas de temperatura, até que seu corpo passou a se acostumar com aquela gravidade, Kin então se levanta e suas juntas, que há muito tempo não eram usadas, estavam enrijecidas, e ao se moverem de novo Kin ouviu grandes estalos. Seus primeiros passos naquela superfície foram difíceis, e o pior, era que Kin não tinha rumo algum, pois ele estava no completo vazio, sua única ideia era seguir a fraca luz do horizonte.
Kin andou por muito tempo, e não tendo nenhum ponto de referência, parecia que ele estava andando em círculos, sem nunca chegar ao destino, neste tempo, Kin enlouqueceu, perdendo completamente a razão ele simplesmente tinha parado de raciocinar, mas se passou tanto tempo, que ele se cansou da loucura, voltando a ficar lúcido. Kin com o tempo passou a se referir “àquele lugar” como Yomu.
As alterações de temperatura e a alta gravidade não mais afetavam à Kin, que se focava cada vez mais em encontrar a saída daquele lugar e voltar para a terra, e para a sua família.
Kin sempre se perguntou, porque, mesmo ele estando, hipoteticamente, a anos lá, ele nunca sentiu fome, ou sede, ou então porque seu cabelo não crescia, e suas roupas não estragavam, com estes pensamentos Kin passou a formar uma teoria, de que o tempo não passa dentro do Yomu, por isso ele não sentia essas alterações, mantendo seu corpo da mesma forma de quando ele atravessou o portal pela primeira vez.
Kin nunca desistiu de procurar a luz vinda do horizonte, que ele acreditava ser uma saída, felizmente, esta grande determinação o levou para o caminho certo, após muitos anos hipotéticos, Kin finalmente encontrou aquilo que emanava a luz roxa.
Era uma esfera de energia flutuante gigantesca, semelhante a uma estrela, seu núcleo era escuro, e fazia um barulho estranho. A alegria de Kin ao ver aquilo foi imensa, logo, ele passou a estuda-la, tentando encontrar algum meio de usar esta estrela para voltar.
Suas esperanças eram grandes mas... Ao primeiro toque na estrela, uma grande explosão aconteceu, e a esfera começou a liberar energia negativa descontroladamente, Kin estava no centro da explosão, e então uma grande luz branca saiu da estrela, rumo ao escuro e denso céu de lá. Kin conseguiu ver, por alguns segundos um portal se abrindo quando a luz branca subiu, mas logo ele desmaiou.
Ao acordar Kin vê que a estrela tinha desaparecido, e não havia mais nenhuma luz, só escuridão, toda a energia da estrela foi-se ido naquela explosão, e então, sem nenhuma esperança, o jovem grita em direção ao nada, com toda sua fúria. Mas algo estava diferente em seu corpo, porém a frustração de Kin estava o impedindo de perceber...
O fluxo mágico de seu corpo, que permaneceu adormecido desde seu nascimento, finalmente despertou, e então Kin sentiu a energia negativa da estrela preencher seu fluxo. Aquela energia era muito poderosa, e seu corpo acabou se descontrolando ao tentar segurá-la, porém Kin viu naquilo uma oportunidade, e então concentrou todas as suas forças para segurar aquela energia em seu corpo, depois de muito lutar, finalmente a energia se estabilizou em seu corpo, Kin sentiu um grande impacto e, se concentrando, Kin usou sua primeira magia. A nomeando.
Kin: - Yomi Fragment: Caminhante do Vazio!
Kin reuniu energia negativa, e então se teleportou de volta para a terra...
Ao retornar para lá, é cegado com a luz forte do ambiente e sua pele começou a queimar, Kin até entendeu, pois pelo tempo que ele passou no Yomu ele acabou desenvolvendo uma fragilidade à luz, já que no Yomu havia apenas a luz fraca da estrela. Porém sua audição não mentia, ele ouvia a voz de várias pessoas conversando, e aparentemente festejando, e com seu olfato ele sente o cheiro de carne e cerveja, Kin deduz que ele está em uma taverna, quando, de-repente a música e as vozes que ele ouvia pararam.
Kin recupera sua visão, vê que está em cima de uma mesa, logo ele olha ao seu redor, e vê várias pessoas curiosas o encarando, Kin gargalha em emoção por ter conseguido voltar, e ao ver que está no centro da taverna, volta a si, ergue sua voz e pergunta firmemente:
Kin: - ONDE ESTÃO...OS DRAGÕES?
Todos presentes na taverna se viram, e começam a olhar fixamente para um garoto de cabelos rosa, que estava dividindo sua mesa com uma garota loira bem avantajada, uma mulher ruiva de armadura, um homem semi nu e um pequeno gato azul.
E Kin, ao olhar para a mesma direção, sente no garoto de cabelos rosa a mesma presença que ele sentiu no dia da invasão de Crocus, Kin se enfurece, e então se teleporta para onde o garoto está, o pegando pelo pescoço e o suspendendo, logo, ele ouve da garota loira:
?????: - EI, SOLTE O NATSU!!!
Kin então se teleporta mais uma vez, desta vez, para mais próximo da parede, o pressionando contra ela, então Kin pergunta:
Kin: - Natsu, huh? Então este é o seu nome, me responda rápido, qual a sua relação com os dragões? E porque sinto a presença de um em você? Qual a sua relação com a invasão de Crocus? O que aconteceu com ela?
De trás dele, Kin ouve a garota ruiva dizer:
?????: - Solte meu amigo, ele está ferido, e não está em condições de lutar, se quiser enfrentar alguém, me enfrente, estou bem aqui, mas se continuar a abusar da sorte garoto, terá de se ver com todos nós.
A garota magicamente invoca uma espada, e enquanto o resto de toda a taverna começa a se levantar, já conjurando seus círculos mágicos, prontos para lutar.
Kin olha para o corpo de Natsu, e vê que ele está bem debilitado e todo enfaixado, e um de seus braços engessado, ele olha para trás para analisar a situação, mas é surpreendido, sendo golpeado no estômago com um poderoso soco de fogo vindo de Natsu, que se enfurece e começa a gritara:
Natsu: - AAAH MALDITO, EU NÃO FAÇO IDÉIA DO QUE VOCÊ ESTÁ FALANDO, MAS SE VOCÊ QUISER BRIGAR PODE VIR!
Kin: - BUOHHHHHHHHGHT!!!
Kin após recuperar seu fôlego vê Natsu avançando em sua direção com seus punhos em fogo, Kin dá seu máximo para desviar deles, porém Natsu é mais rápido, acertando vários socos seguidos em Kin, Kin gira, pega uma grande mesa e arremessa em Natsu, acertando suas costas.
Natsu: - Huh, você é bom!
Quando se ouve uma voz, lá do fundo:
????: - BRIGA DE BAAAAAAAAAAAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!
E então um grande caos se instaura naquela taverna, cadeiras voando, magias, explosões, barris de cerveja sendo atirados.
Kin não entende nada, e continua apenas a perseguir o garoto-dragão, tentando evitar o tumulto.
Quando a porta da taverna se abre, e um grande grito é ouvido por todos lá de dentro.
????: - SILÊÊÊÊÊÊÊNCIO, ah, eu não acredito, eu deixo vocês aqui por alguns minutos e vocês já fazem uma zona destas, ah, sabe, vocês não são mais crianças, sem ofensa Romeo, me poupem.
Todos ficam em silêncio, enquanto Kin tenta procurar o dono daquela imponente e velha voz, e ao olhar para baixo ele vê um simpático velhinho bem baixo, andando na direção de Natsu, ao chegar nele, o velhinho aperta sua orelha e diz:
????: - Eu tenho certeza que ouvi algo como “QUER BRIGAR” lá de fora, e aquilo soou como algo que você diria, não é Natsu? Foi você que começou, mesmo estando machucado!
O velho homem começa a apertar a Orelha de Natsu, que responder:
Natsu: - AIAIAIAIAI, ESPERA AI MAKAROV, DESTA VEZ NÃO FUI EU!
Kin reconhece aquele nome, e ao recordar onde ele o ouviu, Kin diz:
Kin: - Makarov? Makarov...Dreyar?
Makarov se vira e vai respondendo:
Makarov: - Sim, este é o meu nome porq...OH!
Ao ver o rosto de Kin, Makarov rapidamente se lembrou de onde ele vinha, e muito espantado, perguntou o nome do garoto:
Makarov: - Q-Qual o seu nome rapaz?
Kin: - Meu nome é...
Natsu o interrompe dizendo:
Natsu: - EI, EI, FOI ELE, FOI ELE QUEM COMEÇOU A BRIGA!
Makarov: - CALE A BOCA NATSU, então, continue.
Kin: - Se você é mesmo Makarov Dreyar, eu lhe conheço...mas isto não é possível...droga, eu preciso pensar.
Ao terminar sua frase Kin vê a porta aberta, e então se teleporta para fora da taverna, correndo...
Natsu então pergunta para Makarov:
Natsu: - Ei mestre, você o conhece?
Makarov: - Hehe, sim Natsu, podemos dizer que ele é um velho amigo...
Então Kin começa a andar, nas agitadas ruas da nova Crocus, cambaleante e pensativo, mas animado, por finalmente estar de volta, então ele decide ir sozinho em busca de respostas para suas dúvidas...


Equipamentos: Sobretudo Blackout (impede a passagem de luz por ele) preto, Colete Vitoriano cinza com detalhes marrons, Calça de linho composto cinza escuro com detalhes marrons, sapatos de couro tratado marrons com uma listra vertical preta, Luvas de couro preto e marrom, Espada-Bengala de 1m (bainha e empunhadura de cedro preto, lâmina feita de Aço carbono concentrado).  
Estátisticas:
Físico: 2 Mágico: 2
Mochila: x5 Poção, x5 Elixir (Não mude)
Exceed: --
Pericias: Duelista (C) , Noturno (C)
Vantagens e Desvantagens: (V):  1-Resistência a altas temperatura (frio e calor extremos), 2- corpo extremamente forte e rápido.
(D): 1- Vulnerabilidade à luz forte, que debilita sua visão e queima sua pele. 2- Eletricidade.

Habilidades:
>Sentido de presença
{O jogador pode sentir jogador(es) que estão ocultos, mesmo que estejam em outra dimensão. A meta de jogadores encontrados são 1}
Magias: [Caminhante do vazio]
Parceiro(a): Chain Westphalen


Última edição por Kin Awashima em Ter Jan 06, 2015 9:42 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Brenered
Admin
avatar

Mensagens : 144
Data de inscrição : 02/04/2014
Idade : 18
Localização : Brasil: Varzea Grande - MT

MensagemAssunto: Re: [Ficha] Kin Awashima   Ter Jan 06, 2015 9:13 am

Aprovado.
Ç.Ç sua biografia me emocionou
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpgftvidaoculta.forumeiros.com
 
[Ficha] Kin Awashima
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Ficha] - Sora D. Pierre
» Ficha - Lord Lucario
» ~ Como Atualizar sua Ficha ~
» [Ficha] Ryujin
» FICHA Aurora

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fairy Tail: Vida Oculta :: Jogo :: Fichas-
Ir para: